ABORDAGEM DA 3ID FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DE DOENÇA DE ALZHEIMER

ABORDAGEM DA 3ID FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DE DOENÇA DE ALZHEIMER
29 fev 2016

A doença de Alzheimer causa uma série de efeitos tanto ao nível de pensamento quanto ao nível motor. O que interessa para o fisioterapeuta é o sistema motor, que ao ser estimulado, obtém-se como resultado uma melhora na qualidade de vida.

É necessário realizar primeiramente uma avaliação do paciente colhendo todos os dados a respeito da doença e de seus sintomas, para que depois possa ser feito um plano de tratamento para este paciente. O tratamento fisioterapêutico é constante e por tempo indefinido. Existem melhoras, mas o paciente nunca recupera suas funções totalmente, já que é uma demência e há comprometimento de uma área do cérebro.

A conduta fisioterapêutica na 3iD é realizada de acordo com as alterações apresentadas pelo paciente e essas alterações dependerão do estágio da lesão. Dessa forma, se o paciente apresenta alterações de postura, a equipe 3iD trabalhará com ele exercícios de alongamentos de grupos musculares encurtados; se for detectado alteração no equilíbrio será trabalhado com ele exercícios que recuperem esta condição.

O fisioterapeuta deve orientar também o cuidador quanto à importância de cuidar da pele do paciente, evitando que a mesma fique ressecada ou que haja a formação de escaras. È essencial que o terapeuta observe o trofismo e o tônus muscular para que se possa ter conhecimento do grau de incapacidade surgido pela demência.  Quanto às atividades da vida diária, avaliar se o paciente é capaz de realizar as atividades sozinho ou se é dependente, procurando então diminuir as dificuldades dele em realizá-las.

O Mal de Alzheimer é uma doença crônico degenerativa do sistema nervoso central, que desencadeia uma série de efeitos tanto a nível intelectivo quanto a nível motor. Se houver estimulação motora, haverá como conseqüência, uma melhora do quadro intelectivo. O exercício físico é importante para esses pacientes, pois com a melhora da parte física, o cognitivo do doente também melhora, já que ele evita o recolhimento em si e continua a executar as atividades do mundo externo.

Share

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *